UMA FOTO DO AMOR

uma_foto_do_amor

Recebi hoje, uma fotografia de uma ano atrás, do dia 1 de fevereiro de 2015.

Uma bela foto e tentarei mostrar porque.

Mostra a foto a Ana, numa cama de hospital, com seu rosto devidamente marcado pelos signos típicos da pessoa hospitalizada, ou seja, as extensões em forma de tubos, necessárias para reproduzir uma vida que sem eles não seria mais possível.

Ela sorri, como podia, para seu neto Fernando que a beija carinhosamente.

A morte, uma vez instalada, cria, no mesmo ato, o passado, já que ambas as coisas não tem volta.

A fotografia é, assim, uma forma de morte, mesmo quando de uma coisa que continua a existir no presente; é um instante congelado de vida e, portanto, um lapso de passado e, consequentemente, de morte porque um instante depois da foto, a realidade fotografada é o passado, já que não é, ainda que imperceptivelmente, a mesma realidade do presente.

Olhar uma foto como essa que recebi hoje, faz, pela emoção, o passado se tornar presente, mas não há falta aí porque toda falta, para nós, humanos é uma imperfeição, uma incompletude que mobiliza, institivamente, a ideia ou a iniciativa de completamento ou supressão da falta.

Todo o simbólico nasce, nos animais, e nos humanos em particular, da falta primordial, ou seja como o som do choro que já não é mais som mas signo de falta, ou seja demanda de completamento, no caso, de extinção da tensão.

Como a morte não tem completamento porque não é uma imperfeição não há possibilidade da fotografia que evoca a morte funcionar com signo de falta ou seja de demanda de completamento.

Aquela foto, portanto, só pode ter um sentido, estar representando uma coisa: o amor em estado bruto, sem qualquer adereço que não remeta a ele mesmo.

Por isso é uma bela foto.

UMA FOTO DO AMOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s