BICHO DO MATO

bichodomato

Lembro perfeitamente bem de estar descendo a rua Padre João Manoel em São Paulo, deveria ter 11, 12 anos, meados da década de 50 do século passado, pensando porque minha mãe vivia me dizendo que eu era um “bicho do mato”.

Hoje este bicho me é transparente, consigo entender o que ela achava que eu era (e ainda sou): um indisciplinado.

Por exemplo nunca entendi porque na escola éramos obrigados a ficar em fila: até hoje não consigo ficar direito: quando me vejo estou deslocado da fila e há sempre alguém que deseja ficar em fila me questionando se estou ou não na fila.

Nunca fui, porém, um bicho do mato revoltado.

Apenas não gostava de obrigações como tomar banho, ficar sentado horas a fio numa carteira de escola, fazer lição de casa, essas coisas.

Devia ter 9 anos quando fui a um acampamento de férias por um mês e aí decidi não tomar banho porque estava livre de minha mãe me obrigando. Recebi por isso, merecidamente, o título de miss sujeira.

Continuo, viu mãe, ainda meio bicho do mato e depois do golpe da morte estúpida da Ana (porque fora de hora, sem aviso   prévio) tive uma esperada crise regressiva.

Virei bicho triste, chorão; por isso decidi escrever: a disciplina que isso exige me faz bem, me faz chorar menos, por menos tempo.

BICHO DO MATO

4 comentários sobre “BICHO DO MATO

  1. renata disse:

    fernando, para mim os bichos do mato são mais aqueles que não conseguem se relacionar, ficam lá na mata quietos e não costumam compartilhar suas tristezas, alegrias, aflições e desejos, não vejo voce como um deles.

    Curtir

  2. Odete Santelle disse:

    Bicho triste é aceitável, mas sem essa de ficar de mal do chuveiro rsrsrs Desculpe a brincadeira, mas achei que podia dar uma “quebrada” na seriedade da conversa. Abraço

    Curtir

  3. Fernando Lefevre disse:

    Num post que aparecerá mais tarde eu falo que fiquei “blindado”. A química consegue fazer essas coisas. Seu sofrimento seca mas não desaparece.Mas antes da blindagem eu chorava para dentro, para mim mesmo, no chuveiro. E no fundo isso é algo meio sem sentido porque é voce passando para voce mesmo uma mensagem redundante que apenas fala o que voce já sabe, que voce está triste. Isto se chama auto-piedade e isso não ajuda, atrapalha. A blindagem porém precisa ser temporária senão voce acaba virando um zumbi

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s