ROMANTISMO E ENGARRAFAMENTO

romantisto_engarrafamentoSou, definitivamente um romântico. Hoje, de carro vi um homem, aparentemente simples, de meia idade, colocar sua mão no ombro de uma mulher que o acompanhava, tudo com muita delicadeza e, confesso, senti inveja.

Foi um momento

O em que pousastes

Sobre meu braço,

Num movimento

Mais de cansaço

Que pensamento,

A tua mão

E a retiraste

Senti ou não? 

(F.Pessoa)

Um gesto singelo que pôs um pouco mais de energia na atmosfera romântica que reinava no carro já que estava ouvindo um Chopin belíssimo trazido pelas mãos competentes de Nelson Freire.

Mas subitamente me percebi num engarrafamento, prensado por carros na frente e atrás, com aquela cara de idiota que todos ficamos em tal situação.

Nada menos romântico que um engarrafamento!

Fico imaginando o que pensaria Chopin, em Paris, no seu tempo, se soubesse que 166 anos depois de sua morte, um homem, na cidade de São Paulo, Brasil às 8 horas da manhã de um sábado, num automóvel movido à gasolina e possuidor de um leitor de cd, estaria, em estado de romantismo, ouvindo sua música de que a mulher dele que morreu tanto gostava, no meio de um engarrafamento.

Eu, por outro lado, acho que, em princípio tudo será possível em 2181, daqui a 166 anos (caso a humanidade sobreviva até lá) mesmo viúvos chorando de saudade da mulher, ouvindo (ou por estar ouvindo) Chopin.

Isso, é claro, se em 2181 não tiverem descoberto a cura da morte e consequentemente da viuvez e se o romantismo não tiver sido abolido caso se tivesse chegado à conclusão de que se trata de sentimento pouco ou nada prático e, assim, obstáculo ao bom desempenho do cidadão pós pós-moderno.

ROMANTISMO E ENGARRAFAMENTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s