ACIMA DE TUDO É PRECISO BUSCAR A SERENIDADE. OU NÃO?

acima-de-tudoO  diagnóstico foi uma sentença de morte.

– Ela tem uma doença incurável.

– Como assim doutor?

– Um mês, dois meses, três meses, um ano…

O que deve ser feito, pelos envolvidos, com uma sentença de morte (depois de confirmada)?

Há várias alternativas: matar-se, aguardar com serenidade, fazer nada, esperar um milagre, buscar o alívio dos incômodos até o desfecho.

Tudo menos o que foi feito: começar um tratamento!

De fato, ela foi encaminhada, pelo mesmo doutor da sentença, depois de pronunciada, para um longo tratamento quimioterápico com a promessa firme, da parte do quimioterapeuta que pegou o caso, de que, sim, era uma doença passível de tratamento com largas possibilidades de sucesso.

Como assim?

No momento o absurdo da situação ficou totalmente oculto pela expectativa positiva gerada pela segunda fala médica.

E depois de pouco mais de três meses de intenso sofrimento ela morreu, como previsto.

Havia uma lógica oculta em tudo isso?

Ou se tratava apenas de um teatro do absurdo?

Bom, afinal ela morreu e morreria de qualquer maneira… Mas ver as coisas sob este ângulo não resolvia o problema para alguém pouco afeito ao raciocínio pragmático.

E as cenas destes meses de sofrimento voltavam sem aviso prévio, como um pesadelo recorrente.

Se olharmos as coisas sob um certo ângulo, o do funcionamento digamos sociológico dos grandes hospitais, o absurdo deixa de sê-lo mas em seu lugar entra um perversidade inimaginável, inconcebível.

Não, esta não pode ser uma explicação: abrir esta porta é deparar-se com uma realidade muito feia; assim, melhor não abri-la.

A solução é conviver com isso até que o tempo se encarregue de colocar o problema naquele baú onde se guardam as coisas do passado que ficaram sem explicação.

Porque acima de tudo, salvo quixotismo fora de moda, é preciso buscar a serenidade, entendendo que o absurdo é parte integrante da vida em sociedade.

A serenidade é também deixar de procurar explicação para tudo.

De outra parte, não seria apenas um belo nome para cansaço da vida?

Assim pensando comecei a imaginar que algum amor virtual poderia constituir um atalho. Afinal minha filha se deu bem. Então, porque não?

Hoje acho isso apenas mais uma oportunidade de negócios e não uma proposta verdadeira.

ACIMA DE TUDO É PRECISO BUSCAR A SERENIDADE. OU NÃO?

3 comentários sobre “ACIMA DE TUDO É PRECISO BUSCAR A SERENIDADE. OU NÃO?

  1. Odete disse:

    Ah, a morte, essa intrusa que invade a vida e destroi corações! Difícil viver o luto, mas o tempo se encarrega de amenizar a dor. A propósito, quando eu era adolescente recebi um poema de autor desconhecido, que fiz mais ou menos isso: A Vida continua, para mim, para você, para todos que fazem parte deste gigantesco mundo. Hoje uma derrota aqui, amanhã uma vitória ali. Até quando? Até o dia em que a nossa felicidade será completa..

    Curtir

  2. Aceitar as coisas que não se pode modificar, e coragem para mudar aquelas que se pode mudar. Trecho de uma oração bem popular e que conheci em momentos assim difíceis…buscar a serenidade sim Fernandão. Ao contrário dessa tal felicidade cosmética, ela traz paz e ainda mais sabedoria para lidar com o luto e com um mundo as vezes tão adverso e insípido.

    Curtir

  3. A pessoa nestes condições perde duas coisas: a alegria de viver e a paz de espírito. A segunda é menos difícil de reconseguir e a primeira demanda um tempo as vezes largo demais Mas tudo exige muito trabalho individual e compaixão do outro que quer dizer, etimologicamente, simpatia com o sofrimento: fico muito grato pela sim-patia de todos voces

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s